Morro Branco

Morro Branco 

A 85 Km de Fortaleza, conhecida por suas falésias de areias coloridas, podendo-se encontrar 12 diferentes cores de areia, que são utilizadas na confecção do artesanato em garrafas e vidros, com relevo irregular, das paisagens locais; são como que um labirinto da natureza.

Morro Branco 

Uma das boas surpresas do litoral leste do Ceará, Morro Branco fica a cerca de 80 quilômetros da capital, Fortaleza. Localizada no município de Beberibe, também famoso por seu Carnaval, é daquelas praias de cartão-postal que fazem a fama da terra, com suas falésias, mar verde, dunas logo ao lado e, claro, muito sol.

Apesar de atrair uma legião de turistas na alta temporada e estar incluída no circuito turístico, a vila de pescadores ainda conserva ares de uma pequena comunidade à beira-mar.

Antes de colocar os pés na areia branca, guias e bugueiros se apresentam para oferecer passeios a falésias (formado pela erosão e pelas areias de vários tons), dunas e lagoas vizinhas. Eles estão sempre atentos à tabela das marés, que indica quando é possível caminhar pela praia (de acordo com o horário e o dia, a maré pode ocupar toda a faixa de areia). Mas, não se preocupe, a presença da trupe não chega a incomodar.

Para conhecer o labirinto das falésias, suba em direção ao morro onde se concentram as lojinhas de artesanato, espalhadas bem atrás da praia. Ali, estão à venda garrafinhas características do Ceará, feitas com 13 cores de areias.

Morro Branco 

Não é preciso andar muito para se deparar com as escarpas. Tingidas de cores que vão de um branco pálido a um vermelho muito vivo, que rivaliza com a cor verde intensa do mar, elas parecem unir dois cenários muito distantes -um árido e outro litorâneo.

Para quem escolheu fazer o merecido passeio pelas dunas e contratou o serviço na chegada, o bugueiro já estará esperando no fim da pequena trilha. Há ainda roteiros mais longos, que incluem praias vizinhas, como a das Fontes ou a lagoa de Uruaú. Mas é preciso começar muito cedo, em uma programação de um dia inteiro.

O giro de buggy pelas dunas dura uma hora e é feito ao gosto do freguês. Com ou sem emoção. Traduzindo: com velocidade moderada ou não. Independentemente do ritmo imposto, as subidas e as descidas pelos morros de areia tiram o fôlego não apenas por sua inclinação, mas também pela paisagem que virou cenário de filmes e novelas, como "Tropicaliente", da Rede Globo.

De volta à praia, uma boa pedida é curtir sol e mar degustando petiscos vindos de uma das barracas. O trabalho dos jangadeiros completa o visual. Na região, a pesca é uma das principais fontes de renda das famílias. Entretanto, os barcos também são usados para fins turísticos, como passeios em alto-mar, com direito a paradas para um mergulho.